Navegando em " reciclado"
out 15, 2012
Metagreen

Reciclável é diferente de Reciclado

Reciclável indica que o material pode ser transformado em outro novo material. Reciclado indica que o material já foi transformado. Algumas vezes, o material que foi reciclado pode sofrer o processo de reciclagem novamente. Certos materiais, embora recicláveis, não são aproveitados devido ao custo do processo ou à falta de mercado para o produto resultante. [Cartilha Coleta Seletiva]

Por que estou colocando essa definição aqui? Porque muitas empresas estão se aproveitando do termo “reciclável” pra dizer que o seu produto é ecológico. E na verdade, a maioria das coisas dá pra reciclar! Como foi dito no trecho acima, existem complicações que impedem que muitos materiais não sejam encaminhados para a reciclagem, às vezes até por falta de incentivo.

O produto que foi reciclado, é um produto especial pois ele está reutilizando uma matéria prima que na prática iria para o aterro ou lixão. Nesse processo, ele evita que aquele mesmo tipo de material seja produzido para um produto original, economizando energia, água e insumos no processo de fabricação.

Por isso preste atenção na diferença entre Reciclável e Reciclado!!!

Fonte: Meu mundo sustentável

Gostou? Compartilhe:
mai 21, 2012
Metagreen

Saiba o que pode e o que não pode ser reciclado

Hoje em dia é comum ver pessoas e organizações realizando a coleta seletiva. Apesar de suas boas intenções, muitos materiais não recicláveis acabam indo para o lugar errado e atrapalham o trabalhado dos recicladores. Para evitar esse problema, saiba o que pode e o que não pode ser reciclado!

Papel

Servem para reciclagem:

• papéis de escrever- cadernos, papéis de escritório em geral;
• papéis de impressão – jornais, revistas;
• papéis de embalagem – papéis de embrulho em geral, papel de seda, etc.;
• cartões e cartolinas – caixas de papelão e cartolinas em geral;
• papéis especiais – papel kraft, papel heliográfico, papel filtrante, papel de desenho.

Não servem para reciclagem:

• papel vegetal;
• papel celofane,
• papéis encerados ou impregnados com substâncias impermeáveis;
• papel-carbono;
• papéis sanitários usados;
• papéis sujos, engordurados ou contaminados com alguma substância nociva à saúde;
• papéis revestidos com algum tipo de parafina ou silicone;
• fotografias; Continue lendo »

Gostou? Compartilhe: